sábado, 8 de setembro de 2007

Disse um dia e repito...gosto de gostar

A vida é efémera. Não há reticências...há um ponto final na efemeridade da vida.
Um dia eu...ou um de nos pode não estar cá mais...e nessa altura o que vai restar?
A saudade? Não.
A recordação? Sim.

Por isso gosto de recordar as coisas boas que levo da vida. Acho que aprendo mais com elas do que com as más. Gosto de fugir ao cliché de que aprendemos com os erros...eu aprendo com as coisas boas. Com o sol pela manhã, com o abraço de quem gostamos, com a partilha do sorriso sincero, com o olhar de um amigo.

Vou para sempre recordar o olhar do meu pai... de desculpa...
O abraço reconfortante da minha mãe ao chegar... Os parabéns do João...
O olhar de criança do meu irmão...
O carinho incondicional dos meus avós, do meu tio... E os abraços das minhas tias...
Vou sempre lembrar as gargalhadas da minha prima....
As lições das minhas manas...
O Teu ombro amigo...
O Teu abraço...
Os cafés de final de tarde...os jantares de sexta feira...as caipirinhas de toda a semana.
As mensagens bonitas de apoio...outras de parvoíce carinhosa...
As viagens e fins de semana musicais ;)...
Os almoços e jantares com a familia de lisboa...
As noites quentes e frias do algarve com cheiro a mar...
Os patos feios dos indianos, as flores dos indianos...
Os olhares... As conversas...
Existem coisas na vida que não são efémeras... e essas têm reticências...

Gosto de saber que um dia deixo para trás um rasto de sinceridade em tudo o que toquei.
Dei abraços sinceros, sorri, chorei, beijei, escrevi com sinceridade.

Sinceridade de quem gosta de gostar.
Gosto... e vou sempre gostar.

3 comentários:

3a disse...

eu também gosto de gostar. mas há situações em que dói, pq sentimos necessidade de reciprocidade. mas ao menos fomos sinceras e coerentes. espero que isso sirva de alguma coisa.

beijo*

3a disse...

hoje passei na top atlântico, e acho que estavas lá, mas tavas atrás de um cartaz, e eu tive vergonha de entrar pq a loja é pequena e tavam 2 gajas a olhar pra mim... =P

leo disse...

realmente a vida é efemera sim, saber q se vive deixando atrás d si um rasto d sinceridade é tudo o q + se pode desejar. infelizmente há situações em q tal n nos é possível pois a vida assim s encarrega de "atar" onde menos esperamos. espero q mantenhas sempre essa atitude ;)

bjinhos c saudds