sexta-feira, 11 de agosto de 2006

Não há até amanhã, não há adeus...

Não há até amanhã, não há adeus.
Há um "até nunca se sabe..."
É melhor assim, mais fácil, menos complicado.
Sabe bem não conhecer o dia de amanhã, principalmente quando o amanhã chega.
Sabe bem ver o dia de ontem...e pensar que nunca imaginamos que assim fosse.
É só...

1 comentário:

Mónica disse...

nem uma bolinha de cristal???